Sob o 'fio da navalha': análise das ciências praticadas pelos pesquisadores da Educação Física brasileira em periódicos científicos (2005-2016)

Nome: Felipe Ferreira Barros Carneiro
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 30/08/2019
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Amarílio Ferreira Neto Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Amarílio Ferreira Neto Orientador
Ana Cláudia Silvério Nascimento Examinador Externo
André da Silva Mello Examinador Interno
Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi Examinador Externo
Wagner dos Santos Examinador Interno

Resumo: O objetivo desta tese foi o de compreender o perfil da ciência praticada no periodismo científico que aparece como leque de opções na Educação Física brasileira, comparando as características das práticas científicas inerentes às Subáreas Biodinâmica do Movimento e à Sociocultural e Pedagógica desse campo. Com características quali-quantitativa e de tipo bibliométrico e historiográfico o estudo foi dividido em cinco capítulos, nos quais foram privilegiadas fontes e metodologias de naturezas diversificadas com a finalidade de apreender a multiplicidade epistemológica do campo de modo a elaborar parâmetros que possibilitaram a comparação entre as práticas científicas das duas subáreas. Assim, as fontes foram: documentos produzidos por grupos distintos ligados às duas subáreas da Educação Física, denominados aqui de “Cartas”, bem como os documentos de , analisadas a partir do princípio da “comparação e contradição” (BLOCH, 2001); o textos presentes no “foco e escopo” de uma amostra de 143 periódicos científicos utilizados pelos bolsistas de produtividade em pesquisa, que foram submetidos ao software Iramuteq e investigados sobre o rigor do “paradigma indiciário” (GINZBURG, 1988), buscando compreender o impacto do critério de Aderência epistemológica adotado na avaliação de periódicos; faz uso de uma amostra de 600 artigos veiculados nos periódicos científicos mais relevantes da Educação Física brasileira nos quais foram analisados a autoria, a procedência territorial, o perfil dos periódicos em que foram veiculados, o movimento de internacionalização, as referências citadas (e indicadores de vida média e obsolescência), e as redes de colaboração científica formadas pelos pesquisadores das duas subáreas. Em suma, a tese centra o foco nas tensões existentes no campo de Educação Física, trazendo à baila os aspectos especulativos das críticas proferidas pelos grupos que disputam a hegemonia científica. Assim, o estudo conclui-se demonstrando as semelhanças existentes entre as Subáreas Biodinâmica do Movimento e Sociocultural e Pedagógica, salientando a relevância do exercício da crítica fundamentada empiricamente que auxiliem na construção de uma política científica mais equânime e democrática para a área de Educação Física.

Palavras-Chave: Educação Física. Bibliometria. Periódicos Científicos.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910