Usos da avaliação indiciária na Educação Física com a Educação Infantil

Nome: Marciel Barcelos Lano
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 18/12/2019
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Wagner dos Santos Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Aline de Oliveira Vieira Examinador Externo
Amarílio Ferreira Neto Examinador Interno
André da Silva Mello Examinador Interno
Juliana Martins Cassani Examinador Externo
Wagner dos Santos Orientador

Resumo: Possui como objetivo mobilizar uma prática avaliativa fundamentada na avaliação indiciária na educação infantil a partir do trabalho com a educação física. Para isso, resgatou os conceitos que fundamentam a avaliação indiciária nos últimos 14 anos de sua produção, evidenciando a maneira como a teoria foi se constituindo na empiria. Nesse percurso destacou-se uma das lacunas identificadas em sua produção que é sua experimentação no cotidiano da educação infantil. Dessa forma, a tese se estrutura em quatro capítulos que possuem introdução; método; desenvolvimento; considerações finais próprias. Assim, os dois primeiros capítulos assumem como fonte um mapeamento realizado em bases de dados sobre a produção do conhecimento internacional sobre avaliação para aprendizagem na educação infantil. Tem como periodização 1996-2016. O primeiro capítulo, que faz uma revisão sistemática, analisa como o campo científico internacional tem discutido a avaliação para aprendizagens na educação infantil. O segundo capítulo, que assume o método das análises de redes sociais, explora como a comunidade científica internacional tem discutido a avaliação para aprendizagem na educação infantil, focalizando a natureza das discussões e as redes colaborativas entre pesquisadores. O terceiro capítulo, que faz uma etnografia, analisa as práticas e os sentidos atribuídos, pelos docentes de uma Unidade Municipal de Educação Infantil em Vila Velha/ES, sobre avaliação para aprendizagem. O capítulo mobilizou vinte e quatro professores e 1 coordenadora, assumindo como fontes um questionário semiestruturado, o diário de campo e registros fotográficos. O quarto capítulo, realizado por meio de uma pesquisa-ação, apresenta possibilidades de práticas fundamentadas na concepção da avaliação indiciária no cotidiano da educação infantil construídas com o professor com formação em educação física e com as crianças. Mobilizou 17 crianças e um professor, assumindo como fontes as narrativas de ambos. A tese evidenciou as concepções avaliativas em circulação no cenário internacional e como pesquisadores tem estabelecidos redes de cooperação entre a Universidade e a educação básica com o intuito de testar as teorias em evidencia no contexto da educação infantil. Também apresenta as potencialidades do trabalho realizado em uma Umei e como as concepções avaliativas impactam em sua compreensão como indícios das aprendizagens das crianças. A tese também apresenta 3 possibilidades de práticas avaliativas na educação infantil fundamentadas na avaliação indiciária, duas de caráter formativo e uma de caráter somativo, que, ao serem produzidas assumiram a especificidade das crianças como ação preponderando para a sua invenção no cotidiano escolar.

Palavras-chave: Avaliação para aprendizagem. Educação infantil. Educação física.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910