"O BRASIL VISTO PELAS LENTES DA COPA DO MUNDO"

Nome: Najla Emiline Chequer
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 30/07/2015
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Otávio Guimarães Tavares da Silva Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Carlos Nazareno Ferreira Borges Examinador Interno
José Luiz dos Anjos Examinador Externo
Otávio Guimarães Tavares da Silva Orientador

Resumo: A interface entre mídia, megaeventos esportivos e identidades é a base que constitui a análise do presente estudo. As identidades são temas recorrentes nas pesquisas sociais, e assim nas discussões acadêmicas. As maneiras com as quais se estabelecem, se modificam, se mesclam, e as diversas questões que podem ser remetidas em toda sua multidisciplinaridade, além da sua representação por meio das narrativas de identidade brasileira no contexto de um megaevento esportivo Copa do Mundo - são parte constitutiva do interesse do nosso exame.
Considerando que em um megaevento a nação anfitriã é narrada e interpretada por diversos meios de comunicação de todo o mundo, construindo assim uma série de questionamentos, estereótipos e identidades, potencializam, de tal modo, as discussões sobre as narrativas nacionais no sentido em que podem abarcar as formas características que marcam a identidade brasileira.
Tem-se no cenário dos megaeventos um possível articulador do fluxo de imagens, informações, e impressões. Portanto, trazemos como objetivo, investigar as narrativas da mídia brasileira acerca do Brasil e dos brasileiros no período da Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil. Temos como premissa perceber as ancoragens do discurso da mídia que articulem de forma explícita ou subjetivamente os elementos simbólicos da cultura brasileira.
O levantamento das informações e dados decorreu pela seleção, arquivamento e análise de reportagens da mídia impressa. Para viabilizar a análise foi utilizado o impresso O Globo (Rio de Janeiro) no período de 29 de maio de 2014 a 28 de Julho de 2014, período este que se refere aos 15 dias que procederam a Copa do Mundo, incluindo o período da realização dos jogos e os 15 dias que o sucederam, optou-se por apreciar as informações que não tivessem teor esportivo.
Por conseguinte, adentramos no texto por meio de análises interpretativas, viabilizados pela organização e categorização das informações em polos de análise pré-estabelecidos, tomando como referência a teoria do dilema brasileiro (DAMATTA,1986;1997), na possibilidade de inferir sobre relações e possíveis deslocamentos dos discursos da imprensa na dicotomia tradição e modernidade.
Nota-se que as identificações têm correlações entre indivíduos e sociedades e constroem-se por meio das trocas culturais. Sendo relacionais, performativas, produtivas, possuem relevância política, cultural e impacto direto nas sociedades e nas suas definições.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910