A CONSTITUIÇÃO DA DOCÊNCIA NO CURSO DE FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA: OS MODOS DE SER, SABER E PODER SER PROFESSOR.

Nome: Adrielle Lopes de Souza
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 29/10/2015
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Zenólia Christina Campos Figueiredo Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Rosalvo Luis Sawitzki Examinador Externo
Sandra Soares Della Fonte Examinador Externo
Zenólia Christina Campos Figueiredo Orientador

Resumo: A constituição da identidade do docente é um processo que envolve toda uma trajetória de vida. Em se tratando dos professores do ensino superior, curso de Educação Física, observa-se que o processo de tornar-se professor universitário implica em singularidades e subjetividades que, ora se afastam, ora se aproximam, de acordo com a formação de origem desses docentes. Sendo assim, este estudo teve como objetivo compreender como os docentes que atuam nos cursos de Educação Física, do Centro de Educação Física e Desportos, da Universidade Federal do Espírito Santo (CEFD/UFES), rememoram a sua constituição docente e como compreendem o seu processo de tornar-se professor do ensino superior. Para tanto, foram utilizadas as narrativas das histórias de vida dos docentes participantes. A amostra que participou dessa pesquisa foi constituída por cinco professores, ingressantes nos últimos cinco anos do quadro efetivo do CEFD/UFES. Ao analisar as narrativas dos docentes colaboradores, foi possível perceber que os professores abordam as concepções de docência de modo que admitem as diferentes dinâmicas e articulações para refletir sobre suas próprias práticas profissionais. Por meio das narrativas, os docentes se deparam com uma infinidade de elementos que foram percebidos a partir das suas histórias de vida. Emergiram três eixos de discussão: os modos de “ser professor”; os modos de “saber ser professor” e os modos de “poder ser professor”. Conclui-se que os três eixos de análise se conectam e compõem a própria construção da identidade docente. Em relação aos modos de “ser professor” refere-se ao se tornar professor, compreendendo à docência como uma trajetória vivida, uma carreira que não pode ser aprendida com uma única experiência apenas ou por meio de uma formação específica, mas, como um processo em construção, baseado nas diversas vivências e relações sociais constituídas ao longo da vida do docente universitário. Sobre os modos de “saber ser professor” estão relacionados com os aspectos que a compõe a docência universitária, levando em consideração os saberes pedagógicos, que envolvem a formação e a experiência profissional dos docentes universitários. Por sua vez, os modos de “poder ser professor” são os desafios da profissão, as dificuldades encontradas com a intensificação do trabalho docente, bem como a falta de tempo para atividades no seu tempo livre. Portanto, espera-se que esta pesquisa possibilite momentos auto afirmativos, provocando reflexões sobre a trajetória de vida dos docentes universitários, contribuindo para a compreensão da sua constituição docente

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910